Edital Mascate Cineclube: lista de aprovados.

No dia 10 de novembro de 2018 abrimos nosso primeiro edital para o Prêmio Mascate Cineclube. As inscrições foram prorrogadas para 14 de dezembro do mesmo ano. Tivemos inscrições para produzir curtas de gêneros variados e dentre os inscritos o Coletivo Mascate Cineclube definiu os 3 projetos mais aderentes ao Edital e com propostas mais inovadoras. Confira abaixo a lista de aprovados.

Projeto: Balde de ilusões. Proponente: Hiris Cristina Ribeiro de Almeida, Arte em si. – Com pendência.

Projeto: Samba e Cidadania no Jardim Miriam.

Proponente Luana Carolina Santos Vieira, coletivo da disciplina – Com pendências

Projeto: Jorge Guerreiro.

Proponente Thiago Souza Fernandes, Compadre filmes – Com pendências

Todos os grupos que se inscreveram, irão receber um e-mail com um parecer sobre sua aprovação ou reprovação. Lembrando que as pendências devem ser encaminhadas até o dia 11/01 sexta – feira, no e-mail mascatecine@gmail.com

Agradecemos a todos que se inscreveram e parabenizamos os aprovados.

Anúncios

Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube 17/11/2018

No dia 17 de novembro tivemos o ultimo Sarau de 2018, com uma uma programação composta por artistas que destacaram a beleza e luta do povo negro na música, literatura e audiovisual nas periferias paulistas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Prêmio Mascate Cineclube “COPRODUÇÃO DE OBRA AUDIOVISUAL”

45776538_193589331528640_667951806340399104_n (1)

Prorrogado até 14 de dezembro de 2018.

O Coletivo Mascate Cineclube lança seu primeiro edital com o 1º Prêmio Mascate Cineclube  patrocinado pelo Programa VAI da Secretária Municipal de Cultura de São Paulo para estimular a produção audiovisual da região da Cidade Ademar e Pedreira na Zona Sul Paulista, através de apoio financeiro para novas produções audiovisuais. As produções deverão destacar a inter-relação com a literatura realizadas em formato curta – metragem nos seguintes gêneros audiovisuais: ficção, documentários, videorreportagem, entrevistas literárias, vídeo experimental, videopoema, videoarte, videoperformance, videoclipe ou adaptação livre.

As inscrições estarão abertas de 10 de novembro até 14 de dezembro de 2018

Edital do Prêmio Mascate Cineclube

Anexos-i-ii-iii-iv-e-v

Este slideshow necessita de JavaScript.

Oficina de Literatura

A primeira Oficina de Literatura do Projeto Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube foi realizada  em Outubro e Novembro de 2018 na Associação Lar Maria Sininha, ministrada pela arte-educadora Lilia Reis, com objetivo de estimular a produção literária com encontros que apresentaram a introdução aos gêneros e leituras textuais, escrita criativa, confecção de caderno poético e a representatividade da […]

Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube

42756663_2078491935504530_7820346761171435520_o (1)

Programação

Beto Criolo ( Música/ Part. Especial DJ Boby)
Lilia Reis (Literatura)
Fernanda Silva e Sousa (Literatura Negra)
Filme “Eu pareço suspeito?” (Pré – Lançamento/ Thiago Fernandes)
Filme “Preto no Branco” (Cinema/ Valter Rege)
Filme “A Bola” (Cinema/ Alunos do Lar Maria Sininha)
DJ e VJ Fabio Jota (Intervenções Sonoras e Audiovisuais)

Entrada Franca (Grátis)

Dia 17/11 (Sábado)
Horário: 18hs as 21h00hs
Local: Associação Lar Maria Sininha
Endereço: Rua da Saúde, 739 – Eldorado, São Paulo – SP

Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube

O Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube realizará no mês da consciência negra uma programação composta por artistas que destacam a beleza e luta do povo negro na música, literatura e audiovisual nas periferias paulistas.
O evento apresenta uma programação composta por exibições de filmes, bate-papos, intervenções musicais, literatura, projeções audiovisuais com VJ, DJ e microfone aberto para o público participante.
O Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube é um evento multicultural itinerante idealizado pelo Coletivo Mascate Cineclube para promover a produção audiovisual e cultural das periferias paulistas na região da Cidade Ademar e Pedreira na Zona Sul.
O Sarau Cinematográfico Mascate Cineclube realizará a sua 3º Edição na Associação Lar Maria Sininha com patrocínio do Programa VAI da Secretária Municipal de Cultura de São Paulo.

Releases

 Beto Criolo (Part. Especial DJ Boby)

_MG_4409

 Iniciou sua carreira artística em Diadema desde 1999, mergulhando na cultura Hip Hop desde criança. Participou do Grupos “DH Rappers”, “Filosofia do Morro” e “Ornamentais”. Em 2011, gravou sua primeira música  intitulada “Brasil, os dois lados da moeda” e o videoclipe  da mesma música em 2012. Fez parte com o Grupo Ornamentais dos Projetos Experimentando Música ( Pontos de Cultura da Cidade de Diadema – 2010) e Big Band Jazz Hip Hop (PROAC/SP HIP HOP- 2011). Em 2015, lançou seu primeiro álbum solo e DVD “Sou Porque Somos”. Em 2017, lançou o videoclipe da música “Resistir” com a participação de Fabiana OADQ, Nico Junior e parceria com a Toco Filmes. Atualmente, Beto Criolo e Banda estão produzindo o seu novo trabalho, com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2019.

Confira o trabalho do Beto Criolo nas Redes Sociais. 

Fernanda Silva e Sousa (Literatura Negra)

thumbnail_14333053_1519432994767535_4105525374147547707_n

Fernanda Silva e Sousa é bacharela e licenciada em Letras e mestranda em Teoria Literária e Literatura Comparada na Universidade de São Paulo, onde estuda os diários de Lima Barreto e Carolina Maria de Jesus em diálogo com a canção “Negro drama”, dos Racionais MCs.  É revisora textual e professora de Língua portuguesa, com ampla experiência em cursinhos pré-vestivulares populares e em mesas de discussão, palestras e rodas de conversa em torno da literatura de autoria negra, ações afirmativas e combate ao racismo. 

 Lilia Reis (Literatura)

Coletivo-negro-vozes.DPI_300

 Atriz, Produtora Cultural, Escritora e Artista-Educadora. Formada em Serviço Social  e  Pedagogia começou sua formação artística em 1997 nas Oficinas de Teatro nos de Diadema e Minas Gerais, participando de espetáculos teatrais, dança, saraus e eventos culturais. Seu trabalho se desdobra em diferentes linguagens artísticas como a Dança, Teatro, Performance, Literatura e Produção Cultural. Fez parte do Projeto Ponto de Virada, Coletivo Diadenêgas, CAP-Coletivos Culturais da Cidade Ademar e Pedreira, Coletivo 217, Ponto de Cultura Mídias Literárias. Realizou o Sarau da Central 5 anos: Intercâmbios, Oralidades e Culturas Tradicionais (PROAC – SP) desenvolvido na aldeia “Krukutu” 2014, o projeto “Usina Literária” desenvolvido na Metalúrgica Legas Metal 2016 e na Biblioteca Central em 2018. 

Filme“Eu pareço suspeito?” (Cinema/ Thiago Fernandes)

45463611_2217939438529160_9018801885552836608_n

No documentário Eu pareço suspeito?”, entre enquadros, prisões, invisibilidade, racismo e mortes muito próximas, o diretor inverte a lente e busca entender os motivos do seu estereótipo ser considerado suspeito.

Diretores: Thiago Fernandes (Toco Filmes)

São Paulo/SP / Brasil
Doc, 27 min, Colorido, 2018.

Confira o trabalho de Thiago Fernandes na Página da Toco Filmes.

Filme “Preto no Branco” (Valter Rege)

maxresdefault (1)

Roberto Carlos, 20 anos, jovem negro, encerrou o expediente e corre, em frente ao shopping onde trabalha para não perder o ônibus. Essa é sua versão. Sem que se dê conta é abordado violentamente por dois policiais que o algema e o joga dentro da viatura. Na delegacia é informado de que foi acusado de ter roubado a bolsa de uma jovem, Isabella. Mais do que isso, ele será reconhecido pela mesma. A acusação de Isabella é tão firme e a alegação de inocência de Roberto Carlos é tão tocante, que a delegada Patrícia não arrisca nenhum parecer. Instala-se o embate: Roberto alega inocência e Isabella, a culpa dele. Quem fala a verdade?

Direção e Roteiro: Valter Rege

São Paulo/SP / Brasil
Doc, 15 min, Colorido, 2018.

Confira o trabalho do Valter Rege nas Redes Sociais

Curta: “A Bola” (Oficina de Vídeo do Instituto Criar)

Produção realizado por jovens e crianças moradoras da região da Mata Virgem no Eldorado que participaram da Oficina de Vídeo do Instituto Criar no Associação Lar Maria em 2017. O curtas metragem “A Bola” foi realizado na oficina experimentando o gênero de terror em produções coletivas.

Diretores: Samuel Rosa e Nando Reis

São Paulo/SP / Brasil
Doc, 6 min, Colorido, 2017

Realização: Oficina Vídeo Criar

DJ e VJ  Fabio Jota

dsc06107

O DJ e VJ Fábio Jota apresenta sua pesquisa musical que reúne as sonoridades da música brasileira, latina, afro – brasileira e batuques do mundo, apresentando ainda intervenções poéticas e sonoras com textos e beats com referências da produção musical e literatura contemporânea. Formado em Letras, sempre participou de saraus e eventos culturais no ABCD Paulista e cidade de São Paulo. Faz parte do Coletivo Mascate Cineclube desde 2010 com a produção de projetos e sessões cineclubistas nas quebradas paulistas.

Confira o trabalho de Fabio Jota no Blog.

Realização
Mascate Cineclube

Apoio
Associação Lar Maria Sininha
Jamac Jardim Miriam Arte Clube

Patrocínio
Programa VAI
Secretária Municipal de Cultura de São Paulo.

Confirme sua presença no nosso evento do Facebook.

Acompanhe nossa agenda nas Redes Sociais curtindo nossa página Mascate Cineclube.